Pular para o conteúdo principal

A vida gira numa roda gigante... Sorocaba 21 e 22 de Julho de 2018

Não é novidade que sou apaixonada pelas músicas do Roupa Nova, e neste post a música Bem Simples vem bem a calhar :)

"Tudo é bem simples
Tudo natural
Um amor moreno
Fruto tropical
Todas as cores
Que eu puder te dar
Toda fantasia
Que eu puder sonhar
Eu pensei te dizer
tanta coisa
Mas pra que
Se eu tenho a música
Bom é bem simples
Sem nos complicar
E bastante tempo
Pra te amar."

Bom é assim, bem simples, tudo natural...sem nos complicar e bastante tempo pra amar, pois é, os dias 21 e 22 foram exatamente assim. Fomos pra Sorocaba afim de conferir o show do Zé Ramalho, bem, o show não conferimos mto...mas fiquei de olho no meu amor moreno, do sorriso lindo e sem nariz de batata rsrs.

Dessa vez tivemos uma cia especial, minha mãe estava na garupa rsrs. Começamos a noite jantando no shopping, e eu, a criançona da relação, querendo ver os dinossauros.


Seguimos de Uber para o Parque das Águas, onde seria o show, e já que é pra vida ser bem simples, bora liberar a criança e a diversão que tem dentro de nós, nos divertimos bastante no parque...



Com direito até a roda gigante rsrs e deu medinho viu rsrs


Ainda fomos no Crazy Dance e num labirinto que tinha lá, divertidíssimo rsrs não conseguimos parar de rir de nós mesmos rsrs. O show em si não aproveitamos muito, infelizmente a pista era desnivelada e não vimos o palco nenhuma vez. O sistema sonoro tbm era fraco... bem, conferir o Zé Ramalho fica para uma outra oportunidade com uma estrutura melhor.

No domingo fomos conhecer o Zoológico de Sorocaba, um espaço bem legal pra família. Pra falar a verdade fico com dó dos animais por lá... , mas vários foram resgatados de maus tratos, e é uma forma de aprendermos mais sobre eles e desenvolver um respeito sincero pela natureza. Não somos donos do planeta, somos seres vivos que precisa aprender a respeitar a natureza que nos cerca.






Só tivemos um probleminha, dois raios da roda traseira estavam quebrados, e pra evitar algum possível acidente optamos por voltar pra casa de guincho. Depois de um chá de cadeira, felizmente deu tudo certo e voltamos em segurança.


Conversando durante a semana, o Cassiano me apresentou mais uma música que tem tudo a ver com nossa aventura no parque, e vou dar a oportunidade pra quem nos lê de conferir que música é essa no vídeo abaixo ;-) só digo que com toda nossa sinceridade e carinho desejamo"ser como crianças num parque de diversões", por que não? Por que somos adultos ou velhos demais pra isso? Não, não com a gente, queremos é  sentir um "amor que em menos de um instante, faz a vida girar numa roda gigante", e nós, com o sorriso de orelha a orelha aproveitamos intensamente cada momento.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um tombo que não estava nos planos =/

Bem, já deu pra perceber que desafio pouco é para os fracos né, nossa viagem está levando essa palavra muito a sério rsrs. Antes de mais nada quero deixar claro que estou bem, mesmo !!! Não avisei nada antes para não preocupar ninguém, só estou colocando no blog porque faz parte do Giro né rsrs Depois de nos encantarmos com a estrada incrível de Puerto Maldonado a Cusco, faltando uns 100 kms para o destino final sofri um acidente. Numa curva simples a roda dianteira escorregou na faixa central e fui direto pro guardrail. Lembro que quando estava caindo só ficava pensando em me encolher pra tentar passar por baixo do guardrail, estava sentindo ir deslizando pelo asfalto por alguns metros e ouvindo o barulho da moto tbm no chão. O Carlos fala que dei uma pancada  nos ferros e a moto passou a meio metro de me atropelar, mas felizmente o pior não aconteceu. Só me dei conta quando estava já no canteiro, deitada e com muita dor no lado direito. tirei o capacete e em poucos segu

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita! Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo. Mas senta que lá vem história... No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apres

13/11 - De Puerto Pirámides a Caleta Olivia

Durante o planejamento da viagem fiquei bem tranquila, mas na véspera da saída, sinceramente, o receio e o medo do que estava por vir ficaram constantes nos meus pensamentos. Tinha medo de uma viagem tão longa num grupo de 5 pessoas, tinha medo de não atingir nossas expectativas ou de novamente sofrer algum acidente. Medo de possíveis conflitos de relacionamento, personalidade, medo de problemas que pudéssemos ter, medo de a moto não aguentar a viagem e, principalmente, medo de não conseguir realizar esse objetivo. Havia lido muito sobre o caminho, as adversidades, as dificuldades... cada relato tinha uma característica, e nunca é fácil a superação. Mas justamente deixar os medos pra trás é o que separa as pessoas que sonham das que realizam. Uma das principais dificuldades do caminho, especificamente, é o vento, mas vamos por partes... Depois do acidente do Kpot, passamos em Puerto Madryn para comprar outro retrovisor para a Teneré, e aliás, que cidade linda! Em Puerto Madr