Pular para o conteúdo principal

31/10 - De Jundiaí a Florianópolis

"Eu gosto de gente que vibra, que não tem de ser empurrada, que não tem de dizer que faça as coisas, mas que sabe o que tem que fazer e que faz. Gente que cultiva seus sonhos até que esses sonhos se apoderem de sua própria realidade.
Eu gosto de gente com capacidade para assumir as consequências de suas ações, de gente que arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, que se permite, abandona os conselhos sensatos deixando as soluções nas mãos de Deus.
....
Eu gosto da gente que sabe a importância da alegria e a pratica. De gente que por meio de piadas nos ensina a conceber a vida com humor, gente que nunca deixa de sorrir..."

Mario Benedetti


Sempre escrevo aqui no blog que mais do que os lugares, são as pessoas que fazem cada km valer a pena. E embora já estejamos na estrada a 5 dias, só agora estou conseguindo começar a atualizar o blog, isso porque todos os dias estão sendo intensos, divertidos e cheios de atividades, e os amigos que estão cruzando nossos caminhos estão deixando cada momento ainda mais especial.

É curioso esse sentimento de motociclista porque tem tantas pessoas torcendo por nós que dá até medo de decepcioná-las, e ao mesmo tempo, dá um orgulho danado por tê-las conosco na garupa virtual.

Bem, nossa viagem começou com chave de ouro com a cia do presidente Mauro e o Marcão - Filhos da Lua- nos acompanhando por um trecho em Jundiaí. O que motiva alguém a sair tão cedo da cama para acompanhar uns malucos que estão indo pra estrada? Não sei... realmente não tem muita explicação rsrs mas é muito bom!!!


Ficamos felizes e orgulhosos demais, e sinceramente, no meu caso, aumentou ainda mais meu orgulho de levar esse brasão longe ;-)




Conforme combinado, seguimos para uma padaria em Cotia que seria nosso PE (Ponto de Encontro), e essa tensão da partida logo diminuiu por ter mais amigos junto nesse momento tão decisivo


O Marcelo e o Freitas fizeram questão de ir se despedir de nós e desejar boa viagem, e até rodaram um bom pedaço conosco. Amigos que na verdade convivemos juntos a pouco tempo, mas o suficiente para que tenhamos orgulho em dizer que essa viagem (e essa conquista) tbm é de vcs.


Sem nunca perder a zoeira, né Freitas picareta ... :-P



Seguimos "sozinhos" a partir do posto O Fazendeiro, pouco antes de Registro...






Mas o "sozinho" do grupo não durou muito, pois em Joinville tivemos a chance de encontrar a galera do MC Guri Velho , que nos deram muitas dicas e muitos bons papos por lá, tbm valeu mto !!!








Seguimos para Florianópolis encontrar a galera do Xol e participar do Encontro Nacional XREonline, o que tbm foi o máximo!!! Pegamos muita chuva nesse dia, mas nada tirou o sorriso que tínhamos estampado no rosto.

Pensando nesse dia... tenho a certeza que a amizade realmente não pode ser apagada pelo tempo, e nem mesmo pode ser separada pela distância.

Aprendemos na estrada que não há espaço para sentimentos egoístas na estrada, ao contrário, que todos nós possamos realmente ir atrás dos nossos sonhos, e quando chegar a vez dos nossos amigos partir, será nossa vez de ficar na torcida \o/


Obrigada a todos e vamos que vamos, sempre Rumo Aos Sonhos...

Comentários

  1. Sonhar é bom, realiza-los é melhor ainda.
    Boas estradas, bons ventos, buenas rutas,
    Nos desencontramos em Floripa, foi uma pena, mas sigo na carona de vcs,
    Abraços.
    Julio Bandeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Julio, é verdade, foi uma pena, mas o tempo estava judiando =/ Estou carregando sua camiseta viu kkkkkk ela vai viajar muito embaladinha kkkkk e qdo finalmente eu puder te enviar, vai te atrair para todos esses lugares incríveis ;-) rsrs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita!

Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo.

Mas senta que lá vem história...

No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apresentam…

Uma pessoa especial...

Sou uma motociclista que sempre foi independente, dona de si e que se esforça em realizar os sonhos de estrada, mas tbm sou uma mulher que, junto com as aventuras de ir longe...tbm sonha em ter a cia de alguém especial, que encontre um sorriso ao lado quando acordar em algum hotel por aí, alguém que queira dividir momentos, sonhos, família e muito carinho.

A música abaixo do Paolo representa bem o que eu sentia:

"Quero uma pessoa como eu Que me aceite como eu sou Que precise de carinho e de amor Quero uma pessoa como eu Que aprenda a me escutar Que entenda o que diz o meu olhar Que não fique por ficar Quero alguém afim de viajar no por do sol
Que acenda no meu céu todas as estrelas do prazer
Eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingir Que me de muito valor na hora que eu me entregar
Mas eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingi…

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado

"Se algo pode dar errado, dará!" 
Esta é a famosa lei de Murphy, e é impressionante como se contextualiza em viagens de moto. No nosso Giro não poderia ser diferente, e pra falar a verdade, ela veio a tona dia 15/11 , o dia em que NADA deveria ter dado errado.

Bem, saímos pela manhã do hotel Liporaca, em Rio Gallegos.


O Alfredo estava tbm quase pronto pra sair, mas como ele anda muito e estava com uma BMW fomos na frente, mas não demorou muito para que nos alcançasse.

Nos ajudou muito explicando como proceder na Aduana, pois neste trecho passamos pelo Chile, acredito que menos 300 kms, mas é necessário seguir os procedimentos de entrada e saída do país.

O dia já não começou muito bem quando pedi a caneta emprestada do atendente chileno. Ele emprestou e falou para devolver, ok, mas emprestei pra um dos colegas, que foi passando para outro, e para outro, e depois chegou um ônibus... todo mundo usando... quando fui ser atendida, qual a primeira coisa que o atendente pediu? A …