Pular para o conteúdo principal

Bota Fora Giro Cone Sul - 18/10/2015 - Pirassununga



Quem me dará um ombro amigo
Quando eu precisar?
E se eu cair, se eu vacilar
Quem vai me levantar?
Sou eu, quem vai ouvir você
Quando o mundo não puder te entender
Foi Deus, quem te escolheu pra ser
O melhor amigo que eu pudesse ter

Amigos, pra sempre
Bons amigos que nasceram pela fé
Amigos, pra sempre
Para sempre amigos sim, se Deus quiser

Quem é que vai me acolher
Na minha indecisão
Se eu me perder pelo caminho
Quem me dará a mão
Foi Deus, quem consagrou você e eu
Para sermos bons amigos, num só coração
Por isso eu estarei aqui
Quando tudo parecer sem solução
Peço a Deus que te guarde
(Que te guarde, abençoe e mostre a sua face)
E te dê a sua paz

Amigos Pela Fé - Anjos de Resgate
 

Descobri a música acima quando estava justamente pensando em como iniciar este post... e pelo tempo que esperei para escrever... da pra perceber que pensei muito em como colocaria cada palavra.

No dia 18 de Outubro fizemos o nosso rolê do Bota Fora, uma forma de nos despedirmos dos amigos antes da grande aventura para o Ushuaia, e claro, como sempre foi incrível !!! Fiquei pensando como conseguimos quebrar o paradigma de que despedidas são situações meio tristes, no nosso caso, encontrar todos é sempre garantia de muita amizade, respeito e diversão.

Então senta aí que lá vem história rsrs \o/

No primeiro PE tive a feliz surpresa de encontrar o Lucio. O Lucio é o tipo de pessoa que queremos sempre por perto!!! Ele diz que meus relatos o inspiram a rodar, mas no fundo, ouvir isso é que me inspira, porque é muito legal poder passar adiante um pouco do que aprendemos na estrada, e acho que isso nos enriquece como pessoas e como motociclistas.


Infelizmente o Campana e ele não seguiram no bonde conosco, mas os poucos minutos juntos já valeram muito a pena!!!

Partimos para o segundo PE, e preciso registrar aqui que judiei da galera, para economizar tempo rodamos quase 150 kms direto, para viagens em grupo essa é uma quilometragem muito alta, mas no fim deu tudo certo ;-) É lindo de ver aquele bonde grandão na estrada *-*


O primeiro ponto de visitação foi a Cachaçaria Sapucaia, parece ser irônico um monte de motociclistas ir visitar uma cachaçaria, mas apesar da degustação, todos são muito conscientes com respeito aos cuidados com o trânsito :-)


Fizemos um rápido lanche...



E partimos para uma aula sobre como é feita uma cachaça artesanal, e é bem bacana :-)



Lugar simples e interessante. E olha que máximo \o/ mais um Filho da Lua no bonde rsrs \o/


E fui pega em flagrante rsrs


De lá, seguimos para o almoço na Cachoeira de Emas, infelizmente não tem cachoeira rsrs mas foi legal mesmo assim. Lá encontramos um pessoal a galera de Brotas e mais uma turma que acabamos nos desencontrando, mas foi show.


Por sinal, um deles, o Paulo Marques, é jornalista e escreveu a seguinte matéria sobre nós num jornal de Barretos:


O almoço foi uma delícia, restaurante Done recomendado \o/


Na música citada acima, tem um trecho que diz:

 Amigos, pra sempre
Bons amigos que nasceram pela fé
Amigos, pra sempre
Para sempre amigos sim, se Deus quiser


Nossa amizade nasceu pela paixão por motocar por aí, mas esse gosto em comum foi muito além da estrada :-) hoje somos amigos realmente, torcendo pela realização dos sonhos de cada um, e que esses bons sentimentos permaneçam "para sempre, amigos sim, se Deus quiser". :-)




Segue o vídeo do Bota Fora editado por mim:



E também a versão do passeio do Wagner do Canal Tenebrosa Azul



Valeu moçada \o/ nos vemos em dezembro ;-)




Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita!

Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo.

Mas senta que lá vem história...

No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apresentam…

Uma pessoa especial...

Sou uma motociclista que sempre foi independente, dona de si e que se esforça em realizar os sonhos de estrada, mas tbm sou uma mulher que, junto com as aventuras de ir longe...tbm sonha em ter a cia de alguém especial, que encontre um sorriso ao lado quando acordar em algum hotel por aí, alguém que queira dividir momentos, sonhos, família e muito carinho.

A música abaixo do Paolo representa bem o que eu sentia:

"Quero uma pessoa como eu Que me aceite como eu sou Que precise de carinho e de amor Quero uma pessoa como eu Que aprenda a me escutar Que entenda o que diz o meu olhar Que não fique por ficar Quero alguém afim de viajar no por do sol
Que acenda no meu céu todas as estrelas do prazer
Eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingir Que me de muito valor na hora que eu me entregar
Mas eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingi…

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado

"Se algo pode dar errado, dará!" 
Esta é a famosa lei de Murphy, e é impressionante como se contextualiza em viagens de moto. No nosso Giro não poderia ser diferente, e pra falar a verdade, ela veio a tona dia 15/11 , o dia em que NADA deveria ter dado errado.

Bem, saímos pela manhã do hotel Liporaca, em Rio Gallegos.


O Alfredo estava tbm quase pronto pra sair, mas como ele anda muito e estava com uma BMW fomos na frente, mas não demorou muito para que nos alcançasse.

Nos ajudou muito explicando como proceder na Aduana, pois neste trecho passamos pelo Chile, acredito que menos 300 kms, mas é necessário seguir os procedimentos de entrada e saída do país.

O dia já não começou muito bem quando pedi a caneta emprestada do atendente chileno. Ele emprestou e falou para devolver, ok, mas emprestei pra um dos colegas, que foi passando para outro, e para outro, e depois chegou um ônibus... todo mundo usando... quando fui ser atendida, qual a primeira coisa que o atendente pediu? A …