Pular para o conteúdo principal

14 a 17 de Fevereiro - QG do Fraldinha - Irupi - ES

Ontem a noite estava conversando com o Raphael (Fraldinha) e pedindo dicas de músicas para completar a edição do vídeo da viagem, ele gentilmente me apresentou a banda Casaca, uma banda capixaba com um som muito legal que curti pra caramba, já ouvi várias músicas mas uma em especial chamou minha atenção devido os seguintes versos:

"A velha historia de ser um menino que brincou
Sobre o verde que nós não sabemos conservar
Temos que aprender porque temos que lutar
Porque temos que saber onde tudo foi parar
Quando meu filho entender
Que não vê o azul do céu e não vê as águas do mar
Como pode desculpar alguém que tirou sua vida
E apagou uma historia/ hoje quando se lembra chora
que podia ter evitado
Olhe pro futuro se lembre do passado
Vidas e sonhos dentro de um planeta que precisa de cuidado"




Bem, no último final de semana viajamos para um paraíso, lugar lindo com natureza exuberante, águas geladas e cristalinas, numa cidade pequena, tranquila e que nos acolheu de forma surpreendente: Irupi , no Espirito Santo . Mas fiquei pensando nessa música porque precisei rodar 900 kms pra chegar lá e encontrar tudo isso, e fiquei me perguntando como seria incrível ter uma cachoeira limpa e tão perto, poder ter um animal em casa, ou quem sabe ver o verde do campo e sentir o cheiro da terra em vez de só asfalto nos meus 60 kms matinais até o trabalho.

Os sonhos e a natureza estão se esvaindo, e o nosso planeta realmente está precisando de cuidado, carinho e equilíbrio =/

Maaaaaas senta que lá vem história, afinal "ainda" foi possível aproveitar intensamente esses momentos, algo que quase já não tem em São Paulo =/ e vale registrar por aqui as boas recordações ;-)

Saímos no sábado e pegamos a Fernão Dias, a viagem foi cansativa, exatos 900 kms com direito a  trânsito em Belo Horizonte e bastante serra, o que contribui para demorar ainda mais, chegamos exaustos!!!




Mas como são as pessoas que fazem cada km valer a pena, no primeiro momento juntos tivemos a certeza que esse QG seria demais e que todo o esforço seria recompensado!!!


O Fraldinha tem moral lá na cidade e conseguiu um apoio surpreendente para a nossa aventura, acampamos numa escola...



Com direito a patrocínio até pro café da manhã, mto bom!!! Galera do "moto cross" rsrsrsrs




Partimos para a cachoeira da Hidrolândia...


... com uma estradinha tranquila...


... e diversão garantida ;-)










Após a curtição na cachoeira, seguimos para o Parque Cachoeira das Andorinhas, olha a posição de ataque do Raphael rsrsrs


O Parque é lindo e com mtas atrações, subimos... subimos.. subimos até o poço das Pedras, e o que tinha lá? Pedra rsrs e uma água geladíssima, mas valeu a pena mesmo assim ;) certo saiyajin? Rsrsrs


A noite fechou com chave de ouro com um churras muito bom!!! E adivinha quem foi o gaúcho da história? Rsrsrs. Destaque para o excelente atendimento no bar do Rima, cara gente boa demais e que nos fez nos sentirmos em casa ;-)



No dia seguinte - segunda feira - o Fraldinha e eu fomos fazer um off com um pouco mais de diversão no morro da Antena, foi rápido mas arrancou um sorriso de orelha a orelha, com direito a uma paisagem maravilhosa *-*






E fica aí meu registro  \o/ rsrsrs



Mais tarde encontramos a galera e partimos pra cachoeira do Chiador, mais um belo lugar a curtir





E o almoço foi na Pedra Roxa, cada lugar melhor que o outro \o/


Como a terça feira já seria dia de viagem pra casa, fechamos o dia em Iúna, indo lá dar uma olhada no carnaval da cidade rsrs e cada minuto juntos é garantia de curtição pra valer :-)


Foi com o coração partido que deixamos aquele paraíso para trás e pegamos o rumo de volta pra casa, mas na memória ficaram as boas recordações e a vontade gigante de nos encontrarmos em breve por aí novamente. A música citada acima diz que "Temos que aprender porque temos que lutar", e é verdade, na estrada aprendemos o que realmente tem valor, e sinceramente...temos que lutar por momentos assim!!! Com amigos assim!!! E em lugares assim!!! Um privilégio!!!

Segue o vídeo com os melhores momentos da viagem, espero rever todos em breve, afinal, amigos é a família que podemos escolher, e a família Teneré Club e XRE Online ainda tem muita estrada a percorrer \o/ juntos!!!




Até a próxima  o/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita! Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo. Mas senta que lá vem história... No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apres

Vlog Rumo aos Sonhos - Episódio 010 e 011 - Um bate papo sobre a Lander

Não é todo dia que encontramos uma moto com quase 270 mil kms rodados, e essa é a atual quilometragem da minha Lander. Peguei a motoca zero km no dia 25/01/2014, meu objetivo era ter uma moto novinha para a primeira viagem para o exterior, o Giro Latino, que já está registrado aqui no blog. Desde então tivemos a chance de percorrer juntas 9 países aqui da América Latina, sem contar a parceria dia a dia nas idas ao trabalho, faculdade e muito mais. Já foram muitos kms de alegria, e fico na expectativa para que venham muito mais! Devido essa alta quilometragem, muitos me perguntam sobre as manutenções que faço, se já fiz o motor...então para esclarecer todas as dúvidas, decidi fazer dois vídeos relacionados. O Episódio 010 respondo a clássica pergunta se já fiz o motor da Lander, e sim, já fiz, com 176 mil kms. Quando tinha 100 mil kms, o eixo da rosca do pinhão espanou e rodei 76 mil kms com o pinhão soldado. Para resolver o problema de uma vez por todas, fizemos o evento do QG da

13/11 - De Puerto Pirámides a Caleta Olivia

Durante o planejamento da viagem fiquei bem tranquila, mas na véspera da saída, sinceramente, o receio e o medo do que estava por vir ficaram constantes nos meus pensamentos. Tinha medo de uma viagem tão longa num grupo de 5 pessoas, tinha medo de não atingir nossas expectativas ou de novamente sofrer algum acidente. Medo de possíveis conflitos de relacionamento, personalidade, medo de problemas que pudéssemos ter, medo de a moto não aguentar a viagem e, principalmente, medo de não conseguir realizar esse objetivo. Havia lido muito sobre o caminho, as adversidades, as dificuldades... cada relato tinha uma característica, e nunca é fácil a superação. Mas justamente deixar os medos pra trás é o que separa as pessoas que sonham das que realizam. Uma das principais dificuldades do caminho, especificamente, é o vento, mas vamos por partes... Depois do acidente do Kpot, passamos em Puerto Madryn para comprar outro retrovisor para a Teneré, e aliás, que cidade linda! Em Puerto Madr