Pular para o conteúdo principal

Fazedor de Chuva - Rota Nascente - 05/10/2014

No dia 07/10, poucos dias depois que cheguei de viagem postei a seguinte imagem no facebook:


Levo a vida levemente.
A mente, eu levo
loucamente.
Não que seja leve
a vida,
nem que seja louca
a mente.
Mas, para que
loucamente eu viva
levemente a vida

                                          Kátia Quadros



Segundo Raul Seixas "o sonho do careta é a realidade do maluco", e fala a verdade, ainda consegue contar nos dedos quantas vezes já foi chamado de maluco? Se consegue... precisa rever seus planos rsrsrs. Sinceramente eu felizmente já perdi as contas rsrsrs e confesso que aparece um sorriso no rosto quando penso nisso, porque loucamente a vida já me levou longe, e espero que leve muito mais sobre duas rodas \o/

Bem, no dia 05/10 continuei fazendo uma das coisas que mais amo: Aprender!!! Aprender com a estrada, com as pessoas que cruzam nossos caminhos e até mesmo com os nossos pensamentos, e explico isso daqui a pouco, então continua lendo ok ;-)

Como me hospedei em José Bonifácio e eu já havia anteriormente, na viagem em Maio, tirado a foto na prefeitura, saí cedo direto pro rio, queria fazer o máximo de cidades possíveis, visto que voltaria pra casa ainda no mesmo dia.


Dei um "bom dia" pro Tietê na ponte de divisa entre os munícios, de um lado José Bonifácio:




Do outro, a direita Penápolis





 E a esquerda Barbosa:






Barbosa foi a primeira cidade que percorri:



E durante a façanha de encontrar o melhor ângulo para a foto...


... eis que surge um barbosense gente boa parando a moto ao lado e puxando assunto comigo, o Luciano. Papo vai papo vem... e qdo eu disse que sempre viajava de moto, sozinha mesmo, adivinha do que ele me chamou? Louca né, pra variar rsrsrsrs. Ainda me lembro das trocas de dicas, eu explicando sobre baú, capa de chuva e a manutenção constante da moto e ele me falando um pouco da região, como chegar na prefeitura, um pouco do Tietê... até os papos do porque ele não usa mais What'sApp e a perseguição da ex-namorada kkkkkk foi muito bacana rsrsrsrs. A atenção foi tanta que no domingo mesmo a noite ele até me ligou perguntando como foi a viagem, se tinha chegado bem... fiquei muito agradecida, é com pessoas assim que a estrada nos presenteia né :-)


Chegar na prefeitura é moleza, fica logo na avenida Dona Ricardina , que é a entrada da cidade. Já havia pesquisado e visto que a cidade tbm é pequenininha, então nem fui adiante pra conhecer um pouco, parti logo para o próximo destino.


Chegando em Penápolis...


... dei de cara com a seguinte pichação:


Não tem como não dar risada né rsrsrs mas fica o alerta rsrsrs



Achei Penápolis bacana, com avenidas largas, pelo menos da entrada da cidade até a Prefeitura, fácil de achar e tranquila de rodar  :)



E enquanto estava no posto de gasolina saindo da cidade, se aproximou um caminhoneiro perguntando se era eu que estava na ponte a um tempo atrás só de olho no rio, respondi que sim, curioso né, as vezes achamos que passamos despercebidos pelos lugares, mas não é bem assim.

De Penápolis segui para Glicério, primeiro indo em busca do rio seguindo as dicas da viagem do meu amigo Gilmar, mas um pouco antes tive novamente a chance de me encantar com um visual incrível:


Olha a cor dessa água que máximo!!! Entrei numa peixaria e lembro que me explicaram que não se tratava do Tietê, mas tbm não consigo lembrar o nome dele... se alguém que estiver lendo souber coloca nos comentários, por favor, é lindo demais!!!



Seguindo adiante... bora procurar o rio para Glicério \o/


 A entrada para chegar o mais próximo ao rio fica nessa rua de conjunto de casas populares, é só seguir adiante nela, sentido prainha.


E não se assuste se chegar num lugar que parece estar no meio do nada, pode ir firme e seguir seus instintos ;-)


 ... que o visual logo fica familiar *-*


E sabe a parte do instinto? Ele nos leva aos melhores momentos, principalmente se ver uma entradinha simples... sem nenhuma indicação...


...mas com um charme que só a natureza tem ... vai curtir mto mais a foto se reparar no filhotinho *-* vai lá, se apega aos detalhes ;-)






E vai seguindo... seguindo...


... e descobre o  melhor momento do dia *-*


... com o melhor visual...


.... e com vc fazendo parte disso tudo!!!




Eu sei, já é vício, amo tirar selfie rsrsrsrs :-$


Logo no início do post falei que em uma viagem aprendemos tbm com nossos próprios pensamentos. Não quero entrar em mérito religioso porque cada um tem uma opinião e nem é o foco do blog, mas recentemente me orientaram a meditar no texto de Colossenses 2: 8 que diz assim: "Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo" . Esse texto surgiu numa conversa em que eu explicava que a cada dia tenho mais respeito pelas crenças de cada um, e que não é possível tanto conhecimento em tantas tradições e culturas simplesmente serem denominadas como "erradas" ou falsas, e muitas vezes, não é dentro de qualquer tipo de templo religioso que aflui a fé, os vários e vários minutos que fiquei ali, quietinha e só observando, me fazem ser mto mais sincera com meus sentimentos e minha espiritualidade.


Mas deixa pra lá o papo cabeça e bora andar de moto que é muito mais divertido rsrsrs




Glicério é mais uma cidade pequenininha, mas que naquele dia estava tomada por gente nas ruas.


Pra quem não se lembra, dia 05/10 foi dia de eleição, e escolhi Glicério para cumprir minha obrigatoriedade eleitoral, bem, pelo menos justificar o voto.


Foi engraçado todo mundo me olhando na escola rsrs gente de fora, mulher, que chega de moto, toda de preto e com colete, em cidade pequenininha assim vira quase atração kkkkk notei pelo menos duas mães apontando o dedo pras crianças e falando: "Olha a moça de moto..." o resto acho melhor eu nem saber rsrsrs


A última cidade do dia foi Cafelândia:


Por lá já deu um pouco de trabalho achar a prefeitura, e com o tempo perdido decidi partir pra casa dali mesmo,  afinal teria bons kms pela frente ainda, então fica o registro do rio para a próxima empreitada \o/ que espero que seja em breve \o/


Ainda pra fechar o dia, decidi mudar a rota de retorno e voltar por Piracicaba, sem gps e não tendo mta certeza se eu estava no caminho certo, meu "até logo" pro Tietê foi perto de Botucatu com esse por do sol:





Apaixonante *-*

Cheguei em casa as 21:11 hrs depois de 1461 kms rodados, e com a sensação de que não há loucura mais recompensadora que a realização de um objetivo ;-)


Espero partir ainda em Janeiro para percorrer mais algumas cidades, já foram 27, logo chego lá , bora!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita!

Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo.

Mas senta que lá vem história...

No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apresentam…

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado

"Se algo pode dar errado, dará!" 
Esta é a famosa lei de Murphy, e é impressionante como se contextualiza em viagens de moto. No nosso Giro não poderia ser diferente, e pra falar a verdade, ela veio a tona dia 15/11 , o dia em que NADA deveria ter dado errado.

Bem, saímos pela manhã do hotel Liporaca, em Rio Gallegos.


O Alfredo estava tbm quase pronto pra sair, mas como ele anda muito e estava com uma BMW fomos na frente, mas não demorou muito para que nos alcançasse.

Nos ajudou muito explicando como proceder na Aduana, pois neste trecho passamos pelo Chile, acredito que menos 300 kms, mas é necessário seguir os procedimentos de entrada e saída do país.

O dia já não começou muito bem quando pedi a caneta emprestada do atendente chileno. Ele emprestou e falou para devolver, ok, mas emprestei pra um dos colegas, que foi passando para outro, e para outro, e depois chegou um ônibus... todo mundo usando... quando fui ser atendida, qual a primeira coisa que o atendente pediu? A …

14/11 - De Caleta Olivia a Rio Gallegos

Amigos se reconhecem! Já escrevi esta frase aqui no blog dezenas de vezes, mas a cada dia tenho mais certeza que essas palavras são reais, vamos lá... que nosso objetivo está cada vez mais perto!!

A partir de Comodoro Rivadavia diminuiu um pouquinho (em alguns trechos) as retas intermináveis da Ruta 3 e pegamos trechos lindos beirando o mar.



E neste trecho realmente começamos a sentir o frio pra valer.
E olha aí... até o Tux já pegou a rota para Ushuaia rsrs

Num posto de gasolina conhecemos  o Alfredo Paz, um motociclista que mora em Ushuaia. Ele nos deu muitas dicas do caminho e inclusive recomendou o hotel que ficaria em Rio Gallegos, explicando certinho como chegar lá... bacana né \o/

Numa breve parada no meio do nada...


Desafiamos o vento rsrs e saímos perdendo rsrs

Nos posts anteriores mostramos como realmente o vento é forte, e se vc colocar a moto a favor do vento... ela cai rsrs e o Boni... sempre o Boni... quis tirar a prova kkkk, deu no que deu :-P

Felizmente não estrago…