Pular para o conteúdo principal

Fazedor de Chuva - Rota Nascente - 03/05

Quando eu estava fazendo pesquisas sobre o Rio Tietê me chamou a atenção as dezenas de músicas, homenagens, poesias e apelos para a limpeza dele em sua totalidade, uma das que mais gostei foi "O Rio Tietê pede socorro", de Antonio Cícero da Silva por ser tão direto com as palavras.

"Sou um rio tão rico,
Mas também tão pobre…
Por piedade suplico
Façam-me um nobre.

Antes estava tudo bem,
Mas o progresso chegou.
Não fiz mal a ninguém,
Mas a cidade me machucou.

Onde estão os poderosos?
Apenas ouço falar.
Parecem-me piedosos,
Mas quando irão me limpar?

Entra ano e sai ano
A continuo a esperar
Por todo o povo eu clamo
Que não querem colaborar.

Não esqueço do meu passado.
Onde estão os meus peixes?
Não sou mais verdadeiro
Sou um rio que padece.

Nas duas pontas sou lindo
Por que no meio não?
Preciso ser limpo

Peço portanto, muita atenção.
Quero águas cristalinas ,
Cheias de borras não

Em mim você jamais imagina…
Encha de fezes a sua casa, eu não."

Bem, nas extremidades é lindo e limpo, e Pereira Barreto foi uma das cidades em que mais me encantei. Cheguei na cidade a noitinha e encontrei um hotel razoável, como não estava mto afim de procurar acabei ficando lá mesmo.



A cidade é uma das Estâncias Turísticas do estado de São Paulo, e tem várias atrações bacanas.


A faxada do hotel, bem antigo... mas ok.



A minha expectativa era logo ir para o rio, na noite anterior enquanto jantava o dono do restaurante me perguntou o que fazia por lá e expliquei que queria conhecer o Tietê, ele tbm se impressionou e me mostrou um panfleto com dezenas de atrativos, e realmente tem mta coisa legal por lá.

A margem é enorme a apesar da areia, barro ou algas deu pra chegar bem perto.







Peguei até uma concha pra guardar de recordação *-*



O pessoal trabalhando...




E eu "quaaaase" não gosto de tirar foto né kkkkk já deu pra perceber :-$ rsrsrs




A roda traseira da moto ficou cheia de barro porque fiquei atolada em um momento, mas da pra acreditar que até essas horas são legais? Nada como fazer o que ama... *-*



E o registro da prefeitura ;-)






Enquanto estava lá na margem dava pra ver ao fundo uma ponte enorme, como sou super fã de ponte *-* quis ir lá tbm :-D saí rodando e perguntando na cidade como chegar lá.


E valeu a pena *-*








De Pereira Barreto voltei pra rodovia para ir em direção a Hidrelétrica 3 Irmãos afim de tirar fotos referente a Ilha Solteira como disse no post anterior, segue algumas novamente.




Bem, agora de consciência tranquila e continuando o registro, o próximo destino foi a pequena cidade de Sud Mennucci.  Uma coisa que achei legal é que esse município foi pioneiro no acesso ao fornecimento de wi-fi gratuíto para a população, essas iniciativas são sempre bacanas demais!!!


Pra chegar ao Rio Tietê basta pegar sentido a Usina: 


Descendo a rua da Usina (na parte da terra) chega a uma bifurcação, indo a esquerda por dentro do canavial e a esquerda novamente chega bem pertinho do rio, sem a necessidade de passar por fazendas.



E o registro da prefeitura como se deve ;-)


A sétima cidade percorrida foi Sto Antônio do Acaranguá, a chegada a cidade é muito agradável, com um rodovia bastante atraente.


E com um portal justamente apresentando o que a cidade produz e o que tem de melhor.




A cidade é bem pequena e pacata, dá pra acreditar que não achei nenhum restaurante para almoçar? Tratei de ir embora logo rsrs



E o registro do Rio fica  na ponte com Araçatuba



Atravessando a ponte estava me aproximando de Araçatuba, a oitava cidade do meu roteiro, segui em direção ao porto para tirar mais fotos.


E me surpreenderam as atividades por lá.





Segui pra prefeitura e já estava ficando craque no caminho rsrs segunda vez que passei de moto e já me sintonizava nas ruas :-D



Almocei no Habib's e parti logo para Birigui, estava muito atrasada no meu planejamento.


Birigui tbm é uma baita cidade, ficamos presos a grande São Paulo na questão de oportunidades e nos surpreendemos quando vamos conhecer a fundo mais o interior, com certeza uma ótima cidade com excelente qualidade de vida.


Para o registro do rio em Birigui, achei o Tietê apenas na ponte de divisa com Buritama, mas antes passei por Brejo Alegre.


Na prefeitura...



E depois segui para um condomínio pegando uma estradinha de terra ao lado do posto de gasolina em frente a prefeitura, tranquila de passar com qualquer motocicleta.


O guarda foi muito gentil em me deixar entrar e ir até a prainha





Mas não poderia demorar, o sol ia se por em pouco tempo.


Entrada do condomínio:


Fiquei vários e vários minutos na ponte fazendo o registro do rio para Birigui


O por-do-sol estava tão encantador que não conseguia me despedir, e fiquei lá...

... só aproveitando esse presente enorme e iluminado *-*




Saí quando já estava escurecendo rumo a Buritama.


Apesar de perto cheguei quando já estava escuro, achei um bom hotel e aproveitei a noite na cidade numa boa lanchonete e numa sorveteria fantástica :-D


Pelo meu planejamento eu iria rodar quase 10 cidades por dia, na estrada... já era meu terceiro dia e estava percorrendo apenas a minha 11ª cidade rsrs, mas tudo bem, faço o "sacrifício" de voltar pra essa região com o maior prazer :-D

Bora que o feriado prolongado está acabando... ;-)

Comentários

  1. Oi Noellen! Me indicaram seu blog no fórum da Tenere. Sou "só" garupa, hahaha, mas vim pelas dicas de viagens! Que fotos lindas do fim de tarde! Vou acompanhar pra ver mais :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosi, obrigada pelo comentário,

      o seu blog tbm é demais, desejo mtos kms de alegria sempre a vcs tbm ;-)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita!

Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo.

Mas senta que lá vem história...

No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apresentam…

Uma pessoa especial...

Sou uma motociclista que sempre foi independente, dona de si e que se esforça em realizar os sonhos de estrada, mas tbm sou uma mulher que, junto com as aventuras de ir longe...tbm sonha em ter a cia de alguém especial, que encontre um sorriso ao lado quando acordar em algum hotel por aí, alguém que queira dividir momentos, sonhos, família e muito carinho.

A música abaixo do Paolo representa bem o que eu sentia:

"Quero uma pessoa como eu Que me aceite como eu sou Que precise de carinho e de amor Quero uma pessoa como eu Que aprenda a me escutar Que entenda o que diz o meu olhar Que não fique por ficar Quero alguém afim de viajar no por do sol
Que acenda no meu céu todas as estrelas do prazer
Eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingir Que me de muito valor na hora que eu me entregar
Mas eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingi…

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado

"Se algo pode dar errado, dará!" 
Esta é a famosa lei de Murphy, e é impressionante como se contextualiza em viagens de moto. No nosso Giro não poderia ser diferente, e pra falar a verdade, ela veio a tona dia 15/11 , o dia em que NADA deveria ter dado errado.

Bem, saímos pela manhã do hotel Liporaca, em Rio Gallegos.


O Alfredo estava tbm quase pronto pra sair, mas como ele anda muito e estava com uma BMW fomos na frente, mas não demorou muito para que nos alcançasse.

Nos ajudou muito explicando como proceder na Aduana, pois neste trecho passamos pelo Chile, acredito que menos 300 kms, mas é necessário seguir os procedimentos de entrada e saída do país.

O dia já não começou muito bem quando pedi a caneta emprestada do atendente chileno. Ele emprestou e falou para devolver, ok, mas emprestei pra um dos colegas, que foi passando para outro, e para outro, e depois chegou um ônibus... todo mundo usando... quando fui ser atendida, qual a primeira coisa que o atendente pediu? A …