Pular para o conteúdo principal

13/03 - Dia do saco cheio

Aprendi a duras penas que no planejamento de uma viagem é necessário colocar tbm dias de descanso, dias pra não fazer nada e simplesmente relaxar, e não ter colocado isso na programação só nos fez ficar atrasados com os planos, depois do acidente então... mas de qualquer forma decidimos tirar o dia 13 apenas para descansar, os passeios foram puxados e os pontos na perna não estão ajudando :P

Algumas curiosidades de Cusco então para os próximos viajantes:


  • Tem guarda de transito por toda parte, mesmo nas ruas que tem semáforo e ainda assim é um caos rsrs 

  • O pessoal na rua a caráter cobram pra tirar foto, e funciona mais ou menos assim (isso é se fizemos direito kkkk senão vão pagar mico igual nós :-P dica da Cibele) um voluntário = 1 Sol e una propina = 5 Soles.
  • Achamos um restaurante que servia feijão, nunca façam isso, tinha anis no feijão e estava intragável
  • A água é bem insalubre e nem sempre é fácil de achar pra comprar, sinceramente da torneira é mais bebível que as engarrafadas
  • Acho que o pessoal não tem geladeira, nada, nem suco, nem refrigerante, nem água... nada vende gelado, isso foi esquisito, coca cola quente é cruél rsrs 
  • Os pratos principais que encontramos por toda parte é pollo, frango em portuguës, é pollo, pollo, polleria por toda parte rsrs mas achamos outras coisas como pizzas, lanches... e nesse dia do saco cheio fomos a um restaurante tradicional rsrs fiquei com medo do meu prato... mas as coisas são boas, vale a pena experimentar de td ;-)
Turista é uma droga né rsrs fica tirando foto do prato sempre :-P



Com direito até a apresentação típica...


... assustadora mas bacana rsrs


Bem, próxima parada é em Puno, nos emocionando com o Titicaca e seu povo humilde e feliz.

Bora bora ;-)

Comentários

  1. Como mototuristas sofrem... (rsrs)
    Desde o primeiro relato estou maravilhado com todos os locais por onde passaram (inclusive o Acre rsrs), como esse nosso continente é rico em locais espetaculares, já a comida... (rsrs)
    A forma com que vc narra é show de bola, curtindo a bessa por aqui e pelo face.

    ResponderExcluir
  2. Menina
    Simplesmente demais as fotos,cada foto que olho, aumenta ainda mais a vontade de estar ai.
    Carlos, continue cuidando dessa menina, parabens para os dois por nos proporcionar esta carona.
    Abraços e BOAS ESTRADAS.

    ResponderExcluir
  3. Esqueci de assinar o relato acima.
    Julio.Cesar

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita!

Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo.

Mas senta que lá vem história...

No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apresentam…

13/11 - De Puerto Pirámides a Caleta Olivia

Durante o planejamento da viagem fiquei bem tranquila, mas na véspera da saída, sinceramente, o receio e o medo do que estava por vir ficaram constantes nos meus pensamentos. Tinha medo de uma viagem tão longa num grupo de 5 pessoas, tinha medo de não atingir nossas expectativas ou de novamente sofrer algum acidente. Medo de possíveis conflitos de relacionamento, personalidade, medo de problemas que pudéssemos ter, medo de a moto não aguentar a viagem e, principalmente, medo de não conseguir realizar esse objetivo.

Havia lido muito sobre o caminho, as adversidades, as dificuldades... cada relato tinha uma característica, e nunca é fácil a superação. Mas justamente deixar os medos pra trás é o que separa as pessoas que sonham das que realizam.

Uma das principais dificuldades do caminho, especificamente, é o vento, mas vamos por partes...

Depois do acidente do Kpot, passamos em Puerto Madryn para comprar outro retrovisor para a Teneré, e aliás, que cidade linda!


Em Puerto Madryn tbm com…

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado

"Se algo pode dar errado, dará!" 
Esta é a famosa lei de Murphy, e é impressionante como se contextualiza em viagens de moto. No nosso Giro não poderia ser diferente, e pra falar a verdade, ela veio a tona dia 15/11 , o dia em que NADA deveria ter dado errado.

Bem, saímos pela manhã do hotel Liporaca, em Rio Gallegos.


O Alfredo estava tbm quase pronto pra sair, mas como ele anda muito e estava com uma BMW fomos na frente, mas não demorou muito para que nos alcançasse.

Nos ajudou muito explicando como proceder na Aduana, pois neste trecho passamos pelo Chile, acredito que menos 300 kms, mas é necessário seguir os procedimentos de entrada e saída do país.

O dia já não começou muito bem quando pedi a caneta emprestada do atendente chileno. Ele emprestou e falou para devolver, ok, mas emprestei pra um dos colegas, que foi passando para outro, e para outro, e depois chegou um ônibus... todo mundo usando... quando fui ser atendida, qual a primeira coisa que o atendente pediu? A …