Pular para o conteúdo principal

12/03 - Finalmente Machu Picchu

Pensando em como posso começar a escrever esse post... só me vem uma frase a mente que falei dezenas de vezes para eu mesma:

"Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado." - Roberto Shinyashiki

Quem tem acompanhado tanto o planejamento quanto a viagem sabe que não tem sido fácil, alguns talvez até teriam desistido pelo caminho... mas nós? Nós acreditamos nesse sonho!!!

Bem, no dia 12/03 finalmente fomos a Machu Picchu, o grande destaque e objetivo da viagem, e sabe todo aquele papo alternativo que lá é mágico e blá blá blá? Pois é a pura verdade rsrs lá é mais do que mágico, é surpreendente!!!

Bem, nossa agencia tratou de providenciar tudo e nos orientar como proceder mesmo depois do acidente e no dia do embarque. No horário determinado fomos para a estação de Cusco e depois seguir de onibus para onde realmente pegamos o trem.




O trem já é um show a parte!!! Impressionante a estrutura para o passeio, fomos na classe econömica mas que atende tudo perfeitamente. E as paisagens... ahh são de tirar o folego!!!





Assim que saímos do trem fomos surpreendidos novamente, nossas expectativas para lugares na América do sul nunca são das melhores né... esperamos algo desorganizado... mas não foi nada disso que ocorreu.

Ao sair da estação fica um pessoal esperando os turistas para encaminhar ao onibus.


Águas Calientes tem ótima estrutura, vários restaurantes e lanchonetes, hotéis e uma feira que torna as compras irresistíveis rsrs, mas fui forte :-P rsrs afinal não cabe mais nada na moto mesmo rsrsrs


Pegamos o onibus e subimos por uma estrada maravilhosa, uns 4 kms, ao chegar a entrada tbm foi mto interessante, nosso guia estava nos aguardando e já devidamente identificado para nos orientar a qualquer coisa.


Finalmente em Machu Picchu, o nó na garganta começou a apertar tanto que ficou até difícil eu aparecer nas  fotos, ainda bem que se tratando de fotos o Carlos arrasa e tira de tudo :D.


Toda a explicação do guia foi muito interessante. A cruz Inca, tbm chamada de chakana, representa 3 mundos, o inferior (o mundo dos mortos) simbolizado pela Serpente, o mundo presente (o mundo dos vivos) simbolizado pelo Puma, e o superior (mundo dos espíritos) simbolizado pelo Condor.


É por isso que Cusco originalmente tinha a forma de um Puma, e no caso de Machu Picchu, por ser um lugar sagrado, tem a forma de um Condor.


Num dos templos é possível observar a representação que eles mesmos fizeram com a forma do Condor




Revendo as fotos... faltam palavras rsrs






O mais incrível é tbm a representação da Cruz Inca que, num determinado horário do dia a sombra a completa representando a dualidade, macho e femea, o físico e o espírito, sol e a lua, positivo e negativo..


E quanto conhecimento tinham e buscavam sempre... estudos de astronomia muito detalhados e intrigantes, utilizavam o templo abaixo para analizar o sol e as estrelas, é incrível!!!


Depois que fizemos o passeio com o guia, ainda nos restavam algumas horas e fomos rodar sozinhos, e é nesse momento que fica ainda mais divertido, observar cada detalhe e sentir como tudo aquilo é realmente especial.

E dar risada tbm com as lhamas bem espertinhas que ficam rodando por lá rsrs



E a AME-BR novamente presente, afinal foi com o apoio dos muitos amigos, sejam da AME, XOL, Highlanders, Viagem de Moto e Teneré Club que nos motivou a ir tão longe e não desistir, cada pensamento positivo faz toda a diferença, e a garupa segue firme e forte com todo mundo  ;-)


E Machu Picchu com registro até no passaporte, é mais do que um lugar ou uma ruína, é um mundo de sonhos que se faz presente a quem está disposto em ir atrás de realizá-lo.


Comentários

  1. q bom saber q agora não é mais um SONHO e q gracas a DEUS e a pessoas como o SR CARLOS BONI agora é realidades,qto a beleza é realmente muito bonito mas será cem vzes mais bonito um dia com a minha presenca kkkkkkkkkkkkkkkkk estamos com saudades e felizes por vc bjs.ps vc mereceeeeeeeeeeeeeeeee.grupo NOÍVAJU

    ResponderExcluir
  2. Excelente!! Vcs estão de parabéns!

    Parabéns, inclusive, pela abertura de espírito à nova cultura (inclusive no próximo post, das comidas, falta de geladeira,etc...rs). Levar a própria casa (na cabeça), como um caramujo, não dá!..rs

    ResponderExcluir
  3. O comentário acima (do caramujo.rs) é meu: haendel. Esqueci de "assinar"..rs

    ResponderExcluir
  4. E o fôlego? Sobe, desce, sobe e desce e a pressão atmosférica fazendo graça. Legal que realizou um sonho. Beijos aos dois. Vana

    ResponderExcluir
  5. Noellen, tendo viajado com você, imagino o quanto foi difícil não comprar uma lembrança de cada barraquinha da feira...rsrs que lugares mágicos! Se eu já tinha vontade de conhecer, agora é obrigação! Mas descobri, por sua causa, que vou de moto!

    ResponderExcluir
  6. Força na peruca que agora é a reta final! Aguardo os dois para um churrasco com muita cerveja e muitas fotos!!! Beijos Anna

    ResponderExcluir
  7. Pessoal fui para Cusco, Machu Picchu e Lima com a agência Viagens Machu Picchu, eu e minha amiga fechamos nossa viagem com Juvenal, a experiência foi incrível o lugar de tirar o fôlego, Peru possui paisagens maravilhosas e uma cultura diversificada que atrai a qualquer turista do mundo.
    Desde o começo fomos muito bem tratadas e todas as dúvidas que tínhamos sobre o pacote, Juvenal sanava nossas dúvidas imediatamente. Não tivemos dúvida e fechamos o pacote. Fomos amparadas pela agência desde a saída do Brasil. Ao chegarmos em Cusco fomos recepcionadas no aeroporto e já nos sentimos em casa. Toda a assistência nos foi dada em todo e qualquer momento que precisamos. Ótimas opções de hospedagem e tratamento VIP. Contratem sem medo! Qualquer dúvida, podem entrar em contato comigo no Facebook. Cristina Libraiz Lima.
    Contato da agência: www.viagensmachupicchu.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita!

Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo.

Mas senta que lá vem história...

No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apresentam…

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado

"Se algo pode dar errado, dará!" 
Esta é a famosa lei de Murphy, e é impressionante como se contextualiza em viagens de moto. No nosso Giro não poderia ser diferente, e pra falar a verdade, ela veio a tona dia 15/11 , o dia em que NADA deveria ter dado errado.

Bem, saímos pela manhã do hotel Liporaca, em Rio Gallegos.


O Alfredo estava tbm quase pronto pra sair, mas como ele anda muito e estava com uma BMW fomos na frente, mas não demorou muito para que nos alcançasse.

Nos ajudou muito explicando como proceder na Aduana, pois neste trecho passamos pelo Chile, acredito que menos 300 kms, mas é necessário seguir os procedimentos de entrada e saída do país.

O dia já não começou muito bem quando pedi a caneta emprestada do atendente chileno. Ele emprestou e falou para devolver, ok, mas emprestei pra um dos colegas, que foi passando para outro, e para outro, e depois chegou um ônibus... todo mundo usando... quando fui ser atendida, qual a primeira coisa que o atendente pediu? A …

14/11 - De Caleta Olivia a Rio Gallegos

Amigos se reconhecem! Já escrevi esta frase aqui no blog dezenas de vezes, mas a cada dia tenho mais certeza que essas palavras são reais, vamos lá... que nosso objetivo está cada vez mais perto!!

A partir de Comodoro Rivadavia diminuiu um pouquinho (em alguns trechos) as retas intermináveis da Ruta 3 e pegamos trechos lindos beirando o mar.



E neste trecho realmente começamos a sentir o frio pra valer.
E olha aí... até o Tux já pegou a rota para Ushuaia rsrs

Num posto de gasolina conhecemos  o Alfredo Paz, um motociclista que mora em Ushuaia. Ele nos deu muitas dicas do caminho e inclusive recomendou o hotel que ficaria em Rio Gallegos, explicando certinho como chegar lá... bacana né \o/

Numa breve parada no meio do nada...


Desafiamos o vento rsrs e saímos perdendo rsrs

Nos posts anteriores mostramos como realmente o vento é forte, e se vc colocar a moto a favor do vento... ela cai rsrs e o Boni... sempre o Boni... quis tirar a prova kkkk, deu no que deu :-P

Felizmente não estrago…