Pular para o conteúdo principal

20 à 21/07 - Finalmente em Pernambuco \o/

Há amigos que se apegam mais do que irmãos (Provérbios 18: 24) ...

Eu sei que meu plano inicial de viagem era chegar até Recife, em Pernambuco. Mas como eu não estava engessada na minha programação, aproveitei demais todos os meus destinos, mais até do que deveria, e com isso, fiquei apertada com os prazos e optei por ir apenas em Garanhuns, mas essa foi uma excelente escolha!!! :-D

O Heberte gentilmente havia conversado com o Luciano pra me arranjar hospedagem em Garanhuns, assim eu poderia conhecer um pouco do famoso festival de inverno de lá, isso mesmo, festival de Inverno no Nordeste, e sim, estava frio rsrs

Saímos de Maceió no dia 20 e eles me acompanharam até a cidade, me apresentando o Luciano, que gentilmente cuidou de mim a partir dali, e depois de um almoço muito boomm... :-D




Em Garanhuns, novos amigos \o/ e lugares lindos para conhecer.

....seguimos para a casa do Romero, presidente do MC Lobo das Colinas, foi um prazer enorme conhecê-los, família linda, além de serem super gentis. Durante o por do sol, corremos pra ver o Cristo, e que lugar incrível!!!














De lá, fui garupa na minha própria moto hehe o Luciano está com muita moral pra conseguir uma dessas :-P . Fomos dar uma volta pela cidade ...



... e aproveitar um pouquinho das muitas festas que estavam tendo por causa do festival. Além disso, tive a chance de conhecer mais uma pessoa extremamente querida, a Pantera Solitária no Asfalto, uma nova grande amiga, mais do que isso, irmã mesmo !!!



E esse Luciano não é nada bobo por ficar no meio de nós duas hein :-P



Demos uma volta por vários lugares da cidade, e amei tudo o que ví, principalmente a companhia :-D







Figuraças ... hehe



A noite descobri uma coisa que me surpreendeu, o Luciano adiou uma viagem por minha causa, da pra acreditar? Abriu mão de ir pra Aracajú para que pudesse cuidar da minha hospedagem... muitas lições ao longo do caminho...





Depois de um tempinho, fomos pra casa da Pantera, conhecer toda a família e me hospedar, mas logo partimos pro festival novamente \o/



E estou mal acostumada hein, na companhia de mais uma família maravilhosa :-D



E mais festa \o/





Conhecendo outros pontos da cidade...



Achei o festival de inverno excelente, a noite ainda curti um pedaço do show do Lenine e outro do Milton Nascimento, uma programação excelente em vários lugares, recomendadíssimo!!! E estava lotado hein, loucura hehe Muito Bom !!!

No outro dia, a Vanessa e eu saímos pra conhecer um pouquinho da cidade, antes que eu voltasse pra Maceió afim de começar meu retorno. Fomos conhecer o Castelo de João Capão, um senhor super simples, e com um coração muito nobre mostra que sonhos podem sim ser alcançados!!!









E como a Pantera o conhece pessoalmente, quando chegamos ele deixou todo mundo de lado e veio dar atenção pra nós duas hehe estamos muito importantes hein :-D

Segue algumas fotos:


Tinha até imprensa por lá



Tem micos de turistas que não dá pra deixar de pagar rsrs




Mas é com outro acessório que aproveito meu reinado... rsrs estradas é muito melhor!!!


Infelizmente o dia estava um pouco chuvoso, com isso só fomos almoçar no centro e eu preferi partir logo para Maceió, iria voltar pra casa do Heberte pois no domingo, dia 22 partiríamos rumo à Brasília.

O texto bíblico que iniciei o post retrata muito o carinho e apego que sentimos por pessoas sinceras e especiais, e o pessoal que conheci em Garanhuns são destes que também fazem valer a pena cada minuto, cada quilometro!!!

Já estou com saudade de todos, e espero em breve ter a chance de rever todos, são mais do que amigos, são irmãos ... motociclistas!!!

E no retorno aproveitei para registrar os estados *-* amo essas placas de divisas \o/ orgulho !!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um tombo que não estava nos planos =/

Bem, já deu pra perceber que desafio pouco é para os fracos né, nossa viagem está levando essa palavra muito a sério rsrs. Antes de mais nada quero deixar claro que estou bem, mesmo !!! Não avisei nada antes para não preocupar ninguém, só estou colocando no blog porque faz parte do Giro né rsrs Depois de nos encantarmos com a estrada incrível de Puerto Maldonado a Cusco, faltando uns 100 kms para o destino final sofri um acidente. Numa curva simples a roda dianteira escorregou na faixa central e fui direto pro guardrail. Lembro que quando estava caindo só ficava pensando em me encolher pra tentar passar por baixo do guardrail, estava sentindo ir deslizando pelo asfalto por alguns metros e ouvindo o barulho da moto tbm no chão. O Carlos fala que dei uma pancada  nos ferros e a moto passou a meio metro de me atropelar, mas felizmente o pior não aconteceu. Só me dei conta quando estava já no canteiro, deitada e com muita dor no lado direito. tirei o capacete e em poucos segu

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita! Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo. Mas senta que lá vem história... No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apres

13/11 - De Puerto Pirámides a Caleta Olivia

Durante o planejamento da viagem fiquei bem tranquila, mas na véspera da saída, sinceramente, o receio e o medo do que estava por vir ficaram constantes nos meus pensamentos. Tinha medo de uma viagem tão longa num grupo de 5 pessoas, tinha medo de não atingir nossas expectativas ou de novamente sofrer algum acidente. Medo de possíveis conflitos de relacionamento, personalidade, medo de problemas que pudéssemos ter, medo de a moto não aguentar a viagem e, principalmente, medo de não conseguir realizar esse objetivo. Havia lido muito sobre o caminho, as adversidades, as dificuldades... cada relato tinha uma característica, e nunca é fácil a superação. Mas justamente deixar os medos pra trás é o que separa as pessoas que sonham das que realizam. Uma das principais dificuldades do caminho, especificamente, é o vento, mas vamos por partes... Depois do acidente do Kpot, passamos em Puerto Madryn para comprar outro retrovisor para a Teneré, e aliás, que cidade linda! Em Puerto Madr