Pular para o conteúdo principal

08/07 - De Guriri ES à Alcobaça BA

Ohhhhh meu rei!!!! Mas que ansiedade para chegar na Bahia \o/ pena que as coisas não saíram bem conforme o planejado rsrs.

Bem, saímos de Guriri ES no dia 08 sentido Alcobaça BA. Por a Twistter do Flávio ter estourado o amortecedor, a Cris, namorada dele, veio de garupa comigo, doida né rsrs "eu mesma jamais seria minha garupa" :-P.

Bem, a pista no geral está em bom estado nesse trecho, claro que as vezes tem alguns buracos, na verdade crateras, mas sinceramente sem grandes reclamações. Tinha muita reta, raramente alguma curva, muito cuidado com o sono nessas horas!! Tenso mesmo é apenas nas ultrapassagens dos treminhões, eles parecem minhocas gigantes e desgovernadas !!! Ficar no vácuo dele, seja para ultrapassar ou quando vem de frente é terrível, isso sem contar a sujeira que vão deixando por todo lado ¬¬' mas sobrevivemos ;-)

Infelizmente não há placa na divisa dos estados, quando notamos já estávamos chegando em Mucurí BA  :-( uma pena, o pessoal  não sabe  como essas placas são especiais :-( Passamos por alguns vilarejos muito simples, onde o único asfalto por lá era realmente o da pista, na cidade mesmo ... nada!!! Situação bem precária em alguns lugares. Também não há muitos pontos de parada, achamos um posto simples depois da entrada pra Mucurí, mas não tivemos muita coragem de abastecer lá rsrs mas deu pra esticar as pernas \o/ e mta gente já passou por lá tbm. Dica, uns 5km à frente desse posto, já tem um BR bem mais estruturado, ponto de parada e abastecimento bem melhor ;-)





Infelizmente não estamos com adesivos de nenhum dos motogrupos que participamos, que raiva de ter esquecido disso ¬¬' mas fica o registro pros Higlanders pelo menos pra foto \o/



A uns 20 kilometros do posto, logo pegamos a entrada sentido Alcobaça, estávamos preocupados nesse trecho porque dizem que Teixeira de Freitas é meio tenso, mas nós sinceramente não tivemos nenhum problema.

É interessante a paisagem porque é tudo reto, pouquíssimas montanhas, bem diferente das estradas de São Paulo ...



Como a Cris estava de garupa comigo, tinha mais é que tirar foto certo? :-P

Quando vimos esses bichos vivos, bebemos água de coco e apreciamos aquela praia linda ... comentamos: "Finalmente chegamos na Bahia, agora é férias pra valer" \o/ , sensação maravilhosa!!!




Delícia de praia :-D



Mas depois de tudo isso, logo começamos uma saga, achar algum lugar pra ficar. Bem, Alcobaça deve ser interessante no verão, mas no inverno, e num domingo, a cidade estava totalmente morta. Havia muitas pousadas, mas sinceramente com o atendimento, não fomos bem recebidos em nenhuma delas, e mesmo fora de época, para nosso padrão estava ainda muito caro. Também não achamos nenhum camping ... O jeito foi ficar, com todo respeito, numa espelunca !!! ¬¬'

Encontramos um hotel que por fora parecia até razoável, mas por dentro, é horrível !!! Eu sei, eu sei que por menos de R$ 30 por pessoa, dificilmente acharíamos algo bom, mas ser muquirana é assim mesmo rsrs, mas poxa, foi cruél :-(

Primeiro, a moça era super grossa, depois nos deu um quarto que a porta enrosacava e não abria, isso sem contar o cheiro ruim, a sujeira, as tomadas quebradas... e assim vai. Quando pedi para trocar de quarto, ela pareceu brava comigo, mas trocou. Dessa vez a porta trancava e abria certinho, mas a do banheiro não, resumindo, um muquifo !!! ¬¬'


A única coisa que salvava era a vista de lá :-)



Mas quando passarem em Alcobaça e virem esse hotel ... Corre Bino, acelera!!! Porque isso é realmente uma cilada ¬¬'


Mas curti a praia *-* e finalmente dei um mergulho, acredita que passando por todas essas cidades eu ainda não havia entrado no mar? Doida né rsrs

Outra coisa engraçada foi o almoço, achamos um restaurante que servia prato feito, e é claro que foi nossa opção, até agora lembro dos pedidos, 3 completos(2 com salada fria e 1 com alface), 1 sem feijão e sem macarrão e outro sem salada, fizemos o pedido ... mas o garçon não entendeu bem, voltou com o bloquinho e anotou tudo, e agora, acha que veio certo? 2 completos sim, 1 veio sem farofa, o outro que era sem veio com macarrão e feijão, e o meu que era sem salada ... veio cheio de chuchu ¬¬' qdo falamos dos erros, ele só olhou e falou: "Fazer o que, não acerta!!" riu e saiu, simples assim rsrs pois é, vendo essa tranquilidade ... estamos na Bahia :-P




O dia amanhecendo ...


Bem, como a cidade estava muito parada ... deu pra perceber que realmente não gostamos de Alcobaça, e partimos para Prado, aí sim encontramos um paraíso e férias pra valer \o/

Ahh a única recomendação que dou é comer batata recheada lá no Nervosão Dog Lanches :-D recomendado ;-)


Bem, nossa experiência não foi das melhores, mas se tiver uma segunda oportunidade voltaria aqui em outra época, deve melhorar muito ;-)

Próximo destino: Prado BA

Comentários

  1. Se vc for em Prado e não tirar foto lá do Tororão não foi em Padro viu rs É uma cachoeirinha (bem inha mesmo rs) que cai dentro do mar.
    Em alcobaça tinha o Museu da baleia...

    Sobre a placa realmente quando se entra na Bahia não tem nada, se na volta voltar por aqui, na Divisa vai ter uma placa dizendo 'bem vindo ao Espírito Santo', é fácil perceber pois o asfalto fica um pouco melhor no ES.

    ResponderExcluir
  2. Eita delicia! Cada dia que passa, e cada foto tirada, dá vontade de equipar a motoca com as tralha e sair voando encontrar esse povo corajoso! Olha Noellen, posso não estar ai, mais to curtindo junto com vcs! Cuidado na Bahia! Uma vez quase fomos sequestrados (eu e minha familia)! Abração! Sempre passando por aqui pra acompanhar! Fica com Deus, Rode na Paz!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira de muitas - Ponta Grossa, Curitiba e Antonina - 07 a 11 de Julho

Como diz Fernando Pessoa, "a vida é o que fazemos dela", e para viajantes, a fazemos muito mais bonita!

Assim foram os dias 07 a 11 de Julho, onde o Cassiano e eu percorremos as estradas de São Paulo e Paraná. Certa vez li que uma viagem vem para nos tornar conhecedores de si mesmos e sinceros nas atitudes, e essa viagem veio pra solidificar ainda mais nosso sentimento, proporcionar conhecer ainda mais um ao outro, sentir nossa alegria em estar junto e dar a certeza que desejamos muitos e muitos kms de alegria, as vezes cada um com sua moto...as vezes os dois em uma moto...de ônibus...a pé...não importa, o que vale é estarmos sempre cheios de expectativas e abertos para as novas experiências que estão surgindo.

Mas senta que lá vem história...

No dia 7 saí de Jundiaí e fui encontrá-lo em Capão Bonito, de lá seguimos pra Ponta Grossa, nosso primeiro destino. Nosso objetivo por lá era conhecer a Abadia da Ressurreição, um mosteiro muito bonito cujos monges belamente apresentam…

Uma pessoa especial...

Sou uma motociclista que sempre foi independente, dona de si e que se esforça em realizar os sonhos de estrada, mas tbm sou uma mulher que, junto com as aventuras de ir longe...tbm sonha em ter a cia de alguém especial, que encontre um sorriso ao lado quando acordar em algum hotel por aí, alguém que queira dividir momentos, sonhos, família e muito carinho.

A música abaixo do Paolo representa bem o que eu sentia:

"Quero uma pessoa como eu Que me aceite como eu sou Que precise de carinho e de amor Quero uma pessoa como eu Que aprenda a me escutar Que entenda o que diz o meu olhar Que não fique por ficar Quero alguém afim de viajar no por do sol
Que acenda no meu céu todas as estrelas do prazer
Eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingir Que me de muito valor na hora que eu me entregar
Mas eu só quero alguém pra me seguir Pra chorar e pra sorrir, aonde eu for Que não goste de mentir, que não saiba nem fingi…

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado

"Se algo pode dar errado, dará!" 
Esta é a famosa lei de Murphy, e é impressionante como se contextualiza em viagens de moto. No nosso Giro não poderia ser diferente, e pra falar a verdade, ela veio a tona dia 15/11 , o dia em que NADA deveria ter dado errado.

Bem, saímos pela manhã do hotel Liporaca, em Rio Gallegos.


O Alfredo estava tbm quase pronto pra sair, mas como ele anda muito e estava com uma BMW fomos na frente, mas não demorou muito para que nos alcançasse.

Nos ajudou muito explicando como proceder na Aduana, pois neste trecho passamos pelo Chile, acredito que menos 300 kms, mas é necessário seguir os procedimentos de entrada e saída do país.

O dia já não começou muito bem quando pedi a caneta emprestada do atendente chileno. Ele emprestou e falou para devolver, ok, mas emprestei pra um dos colegas, que foi passando para outro, e para outro, e depois chegou um ônibus... todo mundo usando... quando fui ser atendida, qual a primeira coisa que o atendente pediu? A …